Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LEONISMOS

LEONISMOS

21
Mai16

Porto Tónico: Verão dentro dum copo


Leonardo Rodrigues

Provei recentemente, e pela primeira vez, o Porto Tónico. Não foi um qualquer, como os que se servem por aí a preço de ouro. Este tinha o verão lá dentro. Quando vi a bebida a ser preparada à minha frente nem conseguia falar, só observar. É belíssima, os aromas que se vão libertando também. Só pensava "verão dentro dum copo", o que é curioso. O verão é quente, a bebida é fresca. A associação só se pode dever ao facto de no verão precisarmos de coisas frescas, com cor, preferencialmente dentro de copos. Embora a foto não seja ilustrativa, visto haver pouca luz, espero que o modo de preparação vos permita entender. 

 

image

 

Igredientes:

  • Limão
  • Laranja
  • Hortelã
  • Vinho do Porto branco seco
  • Água tónica
  • Paus de canela

 

Modo de preparação: Sou supersticioso com a ordem pela qual se colocam os ingredientes, por isso vou tentar explicar o que vi. Esmaguem a hotelã q.b - posso usar q.b como entender - , sem a desfigurar completamente, afinal os olhos comem primeiro. Depois, coloquem dois paus de canela dentro do copo e uma rodela de limão - parcialmente espremida. A isto segue-se a colocação do gelo. A quantidade vai depender do tamanho do copo, este, por exemplo, tinha 4 pedras. Quando o gelo estiver lá dentro, é hora de adicionar o vinho do porto e de ver nevoeiro - no verão, isto só melhora, eu sei. Depois do vinho, a água tónica, 50/50 é o ideal. Raspem um pouco de casca de laranja para lhe dar o toque final. Voilá. Repetiam o processo consoante o número de convidados.

 

Agora que já podem beber o verão, não se sintam gratos a mim, agradeçam ao Miguel do saliva.pt que me apresentou a bebida.

 

10
Mai16

Scones: ao pequeno almoço, ao almoço e ao jantar


Leonardo Rodrigues

Tenho um problema, quando descubro um prato novo nas minhas experiências culinárias, a minha tendência é continuar a confecioná-lo até estar perfeito, com pouco tempo de intervalo. Quando redescubro algo, a coisa processa-se da mesma forma. Recentemente, redescobri uma das maiores invenções inglesas de sempre: o scone. Onde? Na Gulbenkian, está claro. Acontece que esta situação trouxe dois problemas, para além do só estarem disponíveis depois das 16 - quero scones sempre, não só para acompanhar o Chá das Cinco - começou a ficar dispendioso estar constantemente a comê-los fora. Depois do bolo de bolacha que me ensinaram a fazer em criança e do bolo de Nutella aos 20 anos, tornou-se óbvio que, aos 21, teria de ser auto suficiente em scones. E consegui, à segunda tentativa.

image (1).jpeg

Eis os ingredientes:

  • 500g farinha
  • 1 colher de chá de sal (colocam mais e a vossa vida será muito triste)
  • 1 colher de sopa de fermento (cheia, bem cheia)
  • 5 colheres de sopa de açúcar (para os que, como eu, guardam os pacotinhos quando vão ao café, são 5 pacotes)
  • 40g de margarina (coloco sempre 60)
  • 1 chávena de leite (um pouco menos se possível)
  • 1 ovo (grande)

Modo de preparação (fotografar comida, nestes casos, não é crime punível nas redes sociais):

Image-1.jpg

Como todas as receitas que mais gosto, esta não poderia ser mais fácil. Ora, coloca-se a farinha, o sal, o fermento e açúcar num recipiente e mexe-se bem. Abre-se um furo para colocar o ovo e, com as pontas dos dedos, misturamos tudo. O mesmo com a margarina, que deve ser colocada em cubinhos. Para juntar o leite é fazer novo furo na farinha. Depois, é amassar o suficiente até ficarem com uma bola semelhante à da foto - muito pouco, portanto. Chegando a este passo é altura de pôr o forno a trabalhar a 200º e colocar a massa durante 10min no frigorífico. Findos os 10min, podem moldar os scones de três formas: com uma forma, colher de gelados ou com as mãos, escolho a última para lhes dar um ar interessante (ficam mais parecidos com os da Gulbekian). Colocar no forno durante 15min.

 

As quantidades que vos dei servem para fazer entre 12 a 16 scones, dependendo das vossas preferências no tamanho. Isto tudo, na melhor das hipóteses, fica-vos em 1.5€, o preço que pagariam fora de casa só por 1 com um pouco de doce. E, falando em doce, escusado será dizer que uso e abuso de doce quando como estas nuvens amarelas. Os de hoje - na foto -  fizeram-se acompanhar com doce caseiro, "importado" de uma aldeia em Leiria - estou a fazer pressão para conseguir a receita. 

 

Ah, Raquelina, Chic'AnaVânia e A. VenturaS, esta receita podem fazer que não traz remorsos semelhantes aos da Nutella. 

 

 

 

09
Mai16

Transformar Nutella em Sanidade Mental


Leonardo Rodrigues

Lembram-se de quando estive a trabalhar no Call-Center, O Monstro? Pois, talvez não, mas eu não me vou esquecer tão cedo, sonho com isso frequentemente, apenas não é pelo que todos pensam. Deixei de sonhar com as chamadas para começar a sonhar com bolos. Exausto no final de um dia de formação, há um ano, aprendi o segredo da sanidade mental: bolo de Nutella.

flourless-nutella-cake-4.jpg

Ovos e Nutella é tudo o que precisam para obterem a miragem acima! Apenas ovos e Nutella! Inicialmente pensei que se tratava de uma brincadeira de mau paladar, mas depois apercebi-me que a vida para fazer sentido não precisa de muito mais do que ovos e Nutella - não adianta fingir que de vez em quando não compram um frasco para o comer à colherada e que, por vezes, não existe mais nada para além de ovos para salvar o jantar.

 

Por ser segunda, nem me demoro mais antes de passar a receita.

 

Ingredientes:

  • 1 frasco de Nutella dos pequenos;
  • 4 ovos grandes

 

Preparação do dito cujo:

Bater bem os ovos até triplicarem de tamanho - boa sorte para fazer isto à mão. Colocar a Nutella no microondas durante 20 segundos para a tornar mais liquida. Depois é só envolver os ovos gradualmente na Nutella - nunca ao contrário - e mexer até que fique homogéneo. Antes de colocar a mistura no recipiente que vai ao forno não esquecer de o untar com margarina. No forno, só precisa de 20 a 25m a 180 graus - há quem defenda 15m, pelo que mais vale ficar atento. Após retirar do forno recomenda-se que fique a reposar durante 1 hora.

 

Confissão:

Podem simplesmente misturar a Nutella e os ovos até que fique uma mistura homogénea e levar ao forno durante 15m. Costumo comer assim que sai do forno, embora seja ainda melhor depois de ficar algumas horas no frigorifico.

 

Depois, voilá,  só têm de comer. Uma vez que isto suaviza a Nutella é compreensível que comam tudo de uma só vez. Se não forem de guardar remorsos, acompanhem com uma bola de gelado.

 flourless-nutella-cake.jpg

Hoje, fruto deste sonho, pelas 7 da manhã, em vez de acabar os outros posts, já estava eu a escrever sobre Nutella nas notas do telemóvel. Pior do que isto é ter decidido que a partir de agora o blog passa a ter a categoria "Sabores". Salvem-se enquanto puderem!

 

Fotos: Kirbie's Cravings

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Copyrighted.com Registered & Protected 
HMLF-E7YY-MGTC-ZU7E

Lugares

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D