Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LEONISMOS

LEONISMOS

22
Mai16

E se você fosse a Catarina Martins?


Leonardo Rodrigues

Quinta-feira passada, estava eu à espera do meu 726, a torrar numa paragem nos Anjos, quando ouço o seguinte "O autocarro já deveria ter passado", seguido dum, Mas "Eles só fazem o que querem". Eles quem, senhora? É redutor ver mal em tudo. O autocarro não estava atrasado, passou na hora que era suposto, essa hora era desconfortável apenas porque o não gostar de esperar e o calor intenso são um mal comum. Não tem nada a ver com Eles - a entidade que serve para tudo. Tenho amigos da América Latina que viveram meses suficientes em Lisboa para elogiarem a nossa rede de transportes. Não damos valor nem pensamos sobre o que temos, só no que não temos. Chateamos-nos com o que não importa. Não é só a saudade que nos está no sangue, no sangue está também uma forma de pensar pequenina e mesquinha. Isso assenta em frases como: Eles só fazem o que querem. Antes de enviarem informações à boca para articular tamanhas barbaridades, formulem questões simples como: eles quem? Não estou aqui para me chatear com os meus momentos Carris - costumo ter conversas maravilhosas com estranhos. Estou chateado com a polémica do E se fosse consigo?/Catarina Martins. Podia começar com um simples não é uma coincidência assim tão grande, afinal ela trabalha lá ao pé, mas alguém no Facebook já tem resposta para isso, a resposta é: Eles não trabalham. Não sei se escrevem isto para obterem gostos de estranhos ou se acreditam no que escrevem. Se acreditam, já tiveram a humildade de questionar as vossas crenças? A ideia de político na maior parte das cabeças é de alguém mau, que nada numa piscina de dinheiro. Como em qualquer outra coisa, há bom e há mau. As pessoas estão chateadas porque uma cidadã - uma deputada também o é - conhecida do público interveio. Pegam em qualquer coisa, até num auricular, para retirar mérito a uma grande atitude. Perante tal situação, acho que não me iria questionar se um agressor tem um auricular, alguns têm Mercedes. Acho que isto acontece porque se o que a deputada pelo BE fez for legítimo então os políticos talvez não sejam assim tão maus, talvez alguns até queiram realmente ajudar - isto enquanto alternam entre a piscina de notas e a Assembleia, claro. Outras das questões aqui acho que tem que ver com a forma de tratamento. A Catarina, por educação, mesmo a tremer, disse consigo. É uma pergunta legítima, e se fosse consigo? Há uns anos, perguntei a um miúdo, que estava a gozar com o único negro na escola, se a pele fosse dele, se era ok eu chamar-lhe de preto e coisas que não me atrevo a escrever aqui. Ele disse-me que não e encolheu-se no assento do autocarro. Na minha presença, pelo menos, nunca mais o vi a insultar ninguém. É uma pergunta eficaz. Aos que a chamam de atriz, explico-vos, somos todos atores e nós também representamos vários papéis na sociedade. A Catarina enquanto "atriz" social, cumpriu o seu papel mais elementar de todos, o de humana. O "E se fosse consigo?" não é um programa de apanhados. Acredito que mais do que entreter, a Conceição Lino pretende ajudar a educar. Educar não cabe apenas aos pais nem às escolas. Os media, querendo ou não, também o fazem. Muito boa gente neste país não estaria a pensar questões relacionadas com bullying, homofobia e obesidade se não fosse o programa. Ao verem o que acontece - pode acontecer, como preferirem -  consciências despertam para a realidade, formam-se. Isto leva, espero eu, à ação. Não têm de intervir a ponto de colocarem a vossa segurança em risco, podem só chamar alguém que possa, tudo é melhor que ignorar. Quando estava no secundário, por exemplo, notava que muitas ações eram condicionadas pelo que era "fixe". Imaginem se respeitar, defender os outros, pensar de forma aberta se tornar "fixe" graças a programas destes. E vá, se estivessem no lugar da Catarina Martins, intervinham ou socorriam-se de pensamentos como "entre marido e mulher não se mete a colher"? Isso é o que importa.

12 comentários

Comentar post

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Copyrighted.com Registered & Protected 
HMLF-E7YY-MGTC-ZU7E

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D